O Encontro Marcado de Fernando Sabino

A história

O encontro marcado neste romance brasileiro é apenas um pormenor da história entre tudo o resto que Eduardo Marciano, o protagonista, irá viver. Na sua adolescência Eduardo e os seus amigos marcam um encontro para daí a muitos anos. As suas vidas prosseguem, e o encontro parece esquecido.

A história de Eduardo vai ser contada desde a sua infância até à idade madura, onde as crises existenciais estão bem presentes. Um dia, Eduardo lembra-se do encontro marcado apenas por acaso, e revisita o local que lhe traz de novo as memórias de adolescência…

Eduardo procura encontrar-se a si mesmo ao longo da vida, questiona-se se acredita em deus, envolve-se com os livros ambicionando ser escritor, procura afirmar-se como um nadador de competição.

A evolução de Eduardo ao longo da história é bem visível, desde a idade da inocência, passando pelos primeiros namoros pouco comprometidos, por um amor arrebatador e pela decadência do seu casamento.

Na realidade são vários os encontros (e desencontros) que Eduardo Marciano vai ter na sua vida.

As minhas impressões de leitura

A parte da infância de Eduardo foi muito boa de se ler, pela sua leveza, vivacidade e poesia que resulta da visão de uma criança. Fez-me lembrar um pouco o livro Meu Pé de Laranja Lima de José Mauro de Vasconcelos, mas já não sei se o estilo de escrita será idêntico, porque já li este livro há muitos anos mesmo…

Todo o texto é fácil de se ler, com muitos diálogos seguidos, o que às vezes até me confundiu. Não sei se pela minha velocidade de leitura, se pelo estilo de escrita, acabava por deixar de conseguir acompanhar quem é que dizia o quê em cada fala.

Gostei muito das referências à literatura a partir da adolescência de Eduardo, quando ele começou a escrever pequenos contos e a ler livros que lhe eram indicados por Toledo. As conversas que ele tinha com os amigos também eram interessantes, com alguma filosofia à mistura, mas também com algumas loucuras.

Mas à medida que Eduardo se torna adulto, estranhamente me desconectei do personagem. Os questionamentos e crises de Eduardo não me fascinaram, e a própria história, apesar de me ter tocado em algumas partes, não me inspirou totalmente.

Talvez não esteja na fase certa para apreciar este livro, pensando bem, acho que estou numa fase mais realizada, feliz, e numa perspectiva de vida mais positiva. Eduardo por seu lado, acabou por se desencontrar consigo mesmo…

Livro no goodreads.