O homem em busca de um sentido – Viktor Frankl

O homem em busca de um sentido

Uma história de sobrevivência

O homem em busca de um sentido conta a história do próprio Viktor Frankl sobre a sua sobrevivência em campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. Ele sobrevive graças a diversos momentos de pura sorte, pois bastava ele ter sido escolhido para integrar outro grupo de prisioneiros com condições mais adversas, para não ter sido, de todo, humanamente possível sobreviver. Mas essencialmente, Viktor Frankl sobreviveu graças à sua força interior. Foi a sua busca por um sentido em relação a tudo o que estava a acontecer, e em relação à sua própria vida, que o manteve vivo em condições tão desumanas. Continuar a ler “O homem em busca de um sentido – Viktor Frankl”

O Evangelho Segundo Jesus Cristo – José Saramago

O Evangelho Segundo Jesus Cristo de José Saramago

Há quem ache difícil ler Saramago, por causa da sua escrita quase sem parágrafos, esteticamente pesada, e com uma pontuação especial. Não acho que seja difícil por isso, mas pela densidade e riqueza dos textos: a minha maior dificuldade é absorver tudo isso. Como já me habituei à sua escrita, o difícil é esquecer os seus livros…

O Evangelho Segundo Jesus Cristo foi um livro muito especial de Saramago do qual gostei bastante. Veja o vídeo que gravei sobre ele:  Continuar a ler “O Evangelho Segundo Jesus Cristo – José Saramago”

O Talentoso Mr Ripley – Patricia Highsmith

O Talentoso Mr Ripley – o livro

Logo no início do livro da escritora norte-americana, Patricia Highsmith, deparamo-nos com Tom Ripley que anda fugido da polícia. Tom sente que está a ser seguido, e chega a pensar que é desta que o vão apanhar. mas afinal quem o segue é Herbert Greenleaf que procura Tom para ver se este consegue convencer o seu filho, Richard Greenleaf (conhecido por Dickie), a regressar de Itália para casa. Continuar a ler “O Talentoso Mr Ripley – Patricia Highsmith”

O Diário de Adão e Eva de Mark Twain

capa do livro O diário de Adão e Eva

Esta foi a minha estreia com o criador de Tom Sawyer, e não comecei nada mal. O diário de Adão e Eva é um belo exercício de recontagem de uma das mais famosas histórias da Bíblia.

Eva não vê o homem (Adão) como um ser muito inteligente, e por isso, de uma forma muito súbtil vai dando nomes às coisas que encontra e ensinando-lhos com “umas palavras de agradável surpresa, sem dar a entender que estava a falar de alto ou a ensinar um ignorante.” Continuar a ler “O Diário de Adão e Eva de Mark Twain”

Siddhartha, um poema indiano, de Hermann Hesse

Capa do livro Siddhartha de Hermann Hesse

Siddhartha de Hermann Hesse é inspirado na história do mestre religioso e fundador do budismo no século VI a.c.,  Siddhartha Gautama.

O Siddhartha Gautama histórico é criado isolado do mundo num palácio, e o seu pai tentou esconder-lhe sempre a realidade exterior e o sofrimento humano. Mas um dia Siddhartha sai do seu palácio e vê um idoso, depois um doente e finalmente a morte num corpo em decomposição. Perturbado com estas visões, Gautama parte do seu palácio como asceta, procurando respostas para o sofrimento humano. Continuar a ler “Siddhartha, um poema indiano, de Hermann Hesse”

1984 de George Orwell

imagem de destaque do livro 1984 de George Orwell

1984 de George Orwell

O universo deste livro é o mais opressor que li até hoje: Winston é observado em todos os lugares por onde passa, e em todos os momentos, com pequeníssimas brechas onde possa respirar. Todas as suas palavras, movimentos e até expressões faciais são observados pelo governo mais opressor, controlador e perverso de todos os tempos. Continuar a ler “1984 de George Orwell”

Peito grande, ancas largas – Mo Yan

Capa do livro Peito grande, ancas largas de Mo Yan

Peito grande, ancas largas, de Mo Yan

 

Quando li este livro, em Setembro de 2015, o meu gosto pela leitura encontrava-se adormecido há alguns anos por razões misteriosas.

A minha vontade de criar um blogue e partilhar algo com o mundo motivou-me a voltar a ler, e este foi um primeiro grande desafio desta nova fase de vida.

A forma crua com que Mo Yan  mostra a dura realidade rural da China desde o início do século XX, não me deixou indiferente… Continuar a ler “Peito grande, ancas largas – Mo Yan”